Sem acordo sobre desconto dos dias parados, greve dos Correios continua

28/09/2011 20:15

Sabrina Craide
Repórter da Agência Brasil

 

 

Brasília - Os empregados e a direção dos Correios não chegaram hoje (28) a um acordo sobre o desconto dos dias não trabalhados no contracheque dos funcionários. Com isso, a categoria mantém a greve, iniciada no último dia 14.

Em uma reunião intermediada pelo Ministério Público do Trabalho, os funcionários rejeitaram a proposta da empresa de parcelar o desconto dos dias parados.

“Os trabalhadores aceitam colocar a carga em dia, trabalhar por compensação, mas não aceitamos os descontos de dias”, diz Saul da Cruz, do comando de negociações da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios, Telégrafos e Similares (Fentect). Na próxima terça-feira (4), informou, caravanas de todos os estados devem chegar a Brasília para fazer uma manifestação.

Em nota, a empresa destacou que tomou a iniciativa de retomar o diálogo com a representação sindical, que resultou em entendimento a respeito das cláusulas econômicas. Os Correios lamentam o fato de os representantes dos empregados não aceitarem o desconto dos dias parados, mesmo com a flexibilização da proposta, com o parcelamento do desconto sobre esses dias. “Os Correios conclamam os trabalhadores parados a retornar às atividades para o bem da população brasileira e da empresa”, diz o comunicado.

De acordo com a Fetect, trabalhadores dos Correios de sete estados já ganharam na Justiça o direito de não ter os dias de greve descontados do salário.

 

Edição: João Carlos Rodrigues

 

Fonte:  Agência Brasil