Luz da Lua comemora 4 anos de Cultura em Araçuaí

08/09/2011 22:47

 Prédio do  Teatro Luz Da Lua na rua Dom Serafim em Araçuaí  foi,  no passado, pista de patinação e Cinema.

 

Se o imigrante italiano Francisco Onnis estivesse vivo estaria na primeira fila para aplaudir.  O Teatro Luz da Lua, na rua Dom Serafim em Araçuaí , no Vale do Jequitinhonha, completou 4 anos dia 6 de setembro. O velho prédio onde funcionava o Cine Suissa ( assim mesmo, com dois esses) construído por Francisco Onnis  em 1942 para ser uma pista de patinação, estava em péssimo estado de conservação.  De 1962 a 1970 o prédio abrigou o Cine Suissa, comandado pelo filho de Francisco, professor Severino Onnis. “ Lembro-me  até hoje do primeiro filme exibido: A sarjeta foi meu berço”, relembra Natália Onnis, esposa do professor.

A obstinação do produtor cultural José Pereira, tirou o velho prédio da “ sarjeta “. “ Fiz um empréstimo bancário. Comprei o prédio e restaurei tudo. Dentro dele só existiam as paredes e um vão. Encontramos muitas cobras, lixo e entulho”, conta Pereira que fez questão de preservar ao máximo a fachada original e o guichê da bilheteria do Suissa que também dava nome à primeira sorveteria de Araçuaí, outra façanha do saudoso Francisco Onnis, responsável por obras grandiosas no município, entre elas, a igreja Matriz e o colégio Nazareth.

Hoje, o Teatro Luz da Lua é uma referência cultural não só para Araçuaí mas para toda a região do Vale do Jequitinhonha e Minas Gerais. “ É um patrimônio de todos. O esforço dele merece aplausos”, afirmou o webdesigner Josiel Alves, presente à festa. “ Apesar das dificuldades de manter o espaço, são 4 anos bem vividos profissionalmente. Estou fazendo o que mais gosto: cultura”, conta Pereira que recepcionou  os convidados, dando atenção a cada um deles.

 

Anônimos e famosos

 O ator e produtor cultural, " Zé Pereira " criador do Luz Da Lua.

 

Pelo palco do Luz da Lua já se apresentaram anônimos e famosos, como a humorista Cida Mendes, da Escolinha do Gugu, (TV Record )com os espetáculos Conseça Pindura e Cai e Conseça Tecendo Prosa e a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais. Anualmente passa também pelo Luz da Lua, companhias de teatro reconhecidas nacionalmente e que participam  do K-Iau em Cena, Festival de Teatro que este ano vai para a sua quinta edição. Isso sem falar nos animadíssimos shows de calouros que levam aos anônimos cantores ,  aplausos e vaias. Paciência: faz parte do espetáculo.

“ Temos ainda parceria com o Curta Circuito- Associação Curta Minas. Exibimos todos os meses títulos dos melhores curtas, filmes com duração inferior a 30 minutos”, conta Zé Pereira.

O teatro conta com uma equipe pequena, mas eficiente. Luciene Caldeira, produtora e Reinaldo Vieira, assistente de produção. “Fazemos de tudo um pouquinho”, dizem eles.

Com capacidade para 300 pessoas, o Luz da Lua tem equipamentos de alta definição e tela 4 por 3. “ Já virou tradição exibirmos os clássicos do futebol por aqui. É o que ajuda parte da manutenção”, explica Pereira que faz questão de salientar a importância do apoio do comércio local. “ Sempre me apoiaram”, afirma.

Que o Luz da Lua continue a iluminar corações  e mentes por muitos e muitos anos. Parabéns Pereira.

 

 

 Os Bambambáns  da Música de Araçuaí, Sandro, Dener Piter e Diego De  La Veiga deram uma canja na festa dos 4 anos do Luz da Lua.

 

 

 

 A festa contou com apresentação de corais.

 

 

 O advogado Miltom Silva declamou um de seus poemas.