Investimentos garantem saneamento no Vale do Jequitinhonha e Norte de Minas

15/08/2011 20:28

  Autorização para início das obras foi assinada em solenidade na Camg

 

BELO HORIZONTE (11/08/11) - O governador, Antonio Anastasia, dando continuidade à política de Governo de combate às desigualdades regionais e sociais no Estado, autorizou a Copasa a realizar novos investimentos nas regiões Norte e Nordeste de Minas. Serão mais de R$ 38 milhões em investimentos que serão aplicados em obras de saneamento nas cidades de Diamantina, Jaíba, Medina, Minas Novas, Pedra Azul, Santa Maria do Suaçuí, Serro e Turmalina.
Somente em Diamantina, onde o Governo de Minas, por intermédio da Copasa, já investiu mais de R$ 20 milhões, receberá, neste momento, novos recursos da ordem de R$ 3,1 milhões na complementação das obras do sistema de esgotamento sanitário da cidade. Esses recursos serão aplicados na construção de três elevatórias que serão responsáveis pelo transporte do esgoto e na conclusão da montagem eletromecânica das obras da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE).
A cidade de Jaíba, que já recebeu recursos da ordem de R$ 14,6 milhões em obras de ampliação do sistema de abastecimento de água, será contemplada com recursos da ordem de R$ 8,2 milhões, que serão aplicados na implantação de uma Estação de Tratamento de Água (ETA), com capacidade de 85 litros por segundo, uma unidade de tratamento de resíduos (UTR); mais de 38 quilômetros de redes de distribuição; 1.898 novas ligações prediais de água; além da construção de seis reservatórios com capacidade de armazenamento para 1,15 milhão de litros de água.
Medina receberá investimentos da ordem de R$ 531 mil, que serão aplicados na implantação de 2.397 metros de redes coletoras, 637 metros de interceptores e 113 novas ligações prediais de esgoto. Outros R$ 2,15 milhões já foram investidos no sistema de esgotamento sanitário da cidade.
Os investimentos da Copasa em Minas Novas garantirão um moderno sistema de esgotamento sanitário, que transformará a cidade em referência em saneamento na região. Serão cerca de R$ 8,7 milhões que serão aplicados na implantação de mais de 21 mil metros de redes coletoras; 6.704 metros de interceptores; três estações elevatórias de esgoto; além da construção de uma completa Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), com capacidade para tratar todo o esgoto coletado na cidade.
Pedra Azul contará com maior investimento em saneamento da história da cidade. Com recursos da ordem de R$ 9,4 milhões, a Copasa implantará 15.460 metros de redes coletoras; 6.172 metros de interceptores; e uma moderna Estação de Tratamento de Esgoto (ETE).
Em Santa Maria do Suaçuí, a Copasa investirá R$ 5 milhões na ampliação do sistema de esgotamento sanitário da cidade, contemplando a implantação de mais de 19 quilômetros de redes coletoras e mil ligações prediais de esgoto.
Em Serro, os investimentos realizados pelo Governo de Minas, por intermédio da Copasa, somaram R$ 11,5 milhões, que foram aplicados na implantação do sistema de esgotamento sanitário da cidade. Para a complementação do sistema, serão investidos mais R$ 1,3 milhão, contemplando a implantação de 2.812 metros de redes coletoras, quatro estações elevatórias e os serviços e obras complementares na Estação de Tratamento de Esgoto.
Para Turmalina, onde já foram investidos R$ 5,5 milhões, estão previstos investimentos de mais de R$ 1,5 milhão, que também serão aplicados na complementação do sistema de esgotamento sanitário da cidade. Esses recursos serão aplicados na implantação de 232 metros de redes coletoras, 1.709 metros de interceptores, estações elevatórias de esgoto e na complementação das obras da Estação de Tratamento de Esgoto.
Representando os demais prefeitos presentes no evento, o prefeito de Serro, Guilherme Simões Neves, ressaltou seu orgulho em fazer parte de uma ação que entrará para as páginas da história de Minas Gerais. “Todos sabem que quem cuida do saneamento básico está comprometido com os resultados. E o Governo de Minas tem demonstrado seu empenho em promover o desenvolvimento do Estado”, completou.
Em seu discurso, o presidente da Copasa, Ricardo Simões, lembrou a orientação do governador Antonio Anastasia para que não fossem medidos esforços, por parte da Copasa, para garantir o saneamento básico no Estado, como forma de garantir sua política de governo de buscar a universalização do saneamento em Minas.
O secretário de Estado de Governo, Danilo de Castro, representando o governador de Minas, afirmou que a Copasa tem sido um exemplo para o Brasil na área de saneamento. “O trabalho da Copasa é fundamental para o cumprimento da política de governo em atender as regiões mais carentes do Estado, combatendo, assim, as desigualdades sociais ainda existentes”, concluiu.
As ordens de serviço, autorizando o início imediato das obras, foram assinadas em solenidade realizada nesta quinta-feira (11/8), na Cidade Administrativa, pelo secretário Danilo de Castro, pelo presidente da Copasa, Ricardo Simões; e pelos prefeitos dos municípios contemplados pelas obras, na presença do vice-presidente da Copasa, Ziza Valadares, e dos diretores Márcio Kangussu (Operação Norte), Carlos Gonçalves de Oliveira (Técnica e de Novos Negócios), Valério Parreira (Operação Centro Leste), Paulo Fernando Rodrigues Lopes (Operação Sudoeste), Juarez Amorim (Operação Metropolitana), Gelton Palmieri Abud (Gestão Corporativa), e Marcos Antônio Teixeira (Planejamento e Gestão de Empreendimentos).

 Fonte: Agência Minas