Estado entrega nova remessa de cisternas para municípios do Norte de Minas

14/09/2011 20:52

 Secretário Gil Pereira anunciou medidas de convivência com a seca no Norte

 

MONTES CLAROS (14/09/11) - O Governo de Minas anunciou, nesta quarta-feira (14), em Montes Claros, iniciativas que estão sendo tomadas para dotar os municípios do semiárido de melhores condições para a convivência com a seca. O Estado está trabalhando para, ainda este ano, iniciar a instalação de 48 mil cisternas de placas de polietileno nos 85 municípios que integram a região do semiárido, visando dotar os municípios de melhores condições para a convivência com a seca.
Além disso, o Norte de Minas será a primeira região que, brevemente, passará a sediar um Centro Regional de Armazenamento da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec), em área cedida pelo 10º Batalhão da Polícia Militar. As obras serão iniciadas ainda em 2011 e possibilitarão melhores condições para atendimento às demandas dos municípios que enfrentam longos períodos de estiagem.
O anúncio foi feito secretário de Estado de Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha, Mucuri e do Norte de Minas (Sedvan), Gil Pereira, e pelo chefe do Gabinete Militar e coordenador Estadual da Cedec, coronel Luiz Carlos Dias Martins, durante encontro com lideranças de 34 municípios do Norte de Minas, que receberam nova remessa de cisternas a serem instaladas nas comunidades rurais mais atingidas pela seca.
Até o próximo dia 20, o Governo do Estado vai entregar 685 novas cisternas para 54 municípios do Norte de Minas e do Vale do Jequitinhonha, dando sequência a um trabalho que vem sendo implementado desde 2006. A iniciativa já viabilizou a instalação de quase 5 mil cisternas na região do semiárido, cada uma com capacidade para armazenar 8 mil litros de água.
Durante o encontro com prefeitos e coordenadores municipais de defesa civil do Norte de Minas, o secretário Gil Pereira salientou que, além de ações de caráter emergencial, o Governo do Estado também está implementando o Programa de Convivência com a Seca e Inclusão Produtiva, que tem viabilizado a construção de pequenas barragens, visando dotar o semiárido de melhor infraestrutura hídrica. Além disso, em parceria com os ministérios da Integração Nacional e do Desenvolvimento Social, o Governo de Minas está agilizando a instalação, já a partir deste ano, de 48 mil cisternas de placas de polietileno nas comunidades rurais.

 

Abrangência

 

“Numa primeira etapa, já a partir deste ano, está previsto investimento de R$ 1 milhão na instalação de 500 cisternas, por meio do sistema formado pela Sedvan e o seu órgão vinculado, o Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas (Idene), e mais R$ 15 milhões para os projetos produtivos. Em 2012, haverá mais recursos para atender de modo abrangente não apenas os municípios do semiárido, mas também os outros da área sob responsabilidade da Sedvan”, informou o secretário.
Gil Pereira revelou também que o Governo do Estado está agilizando, junto ao governo federal, a tramitação dos projetos para construção de grandes barragens na região do semiárido, com destaque para os projetos Jequitaí e Congonhas. Paralelamente à solução dos problemas de abastecimento de água, as obras viabilizarão o incremento da produção agrícola por meio da criação de novos perímetros irrigados. “Água para todos é prioridade do Governo de Minas e, para isso, estamos trabalhando com afinco, pois o governador Antonio Anastasia sabe que a busca de soluções exige determinação”, concluiu o secretário.

 

Atendimento

 

O coronel Luiz Carlos Dias Martins destacou que o Plano Seca 2011, implementado pela Cedec, já viabilizou neste ano a distribuição de mais de 30 mil cestas básicas de alimentos na região do semiárido, além de 300 caminhões-pipa já terem sido contratados para abastecimento de água nas comunidades mais afetadas pela seca. Atualmente, 105 municípios decretaram estado de emergência em virtude da estiagem e a tendência é de que este número aumente: a previsão da meteorologia é de que só em novembro voltará a chover na região do semiárido. Para implementação do Plano Seca 2011, o Governo do Estado está investindo R$ 9,828 milhões.
O coordenador da Defesa Civil salientou que, ao lado das ações emergenciais, o Estado também está desenvolvendo estudos visando à construção de um planejamento estratégico para cada município do Norte de Minas e dos vales do Jequitinhonha e Mucuri. Por outro lado, a instalação do primeiro Centro Regional de Armazenamento da Cedec, no Norte de Minas, possibilitará melhor atendimento às demandas dos municípios, além de dotar a região de condições apropriadas para armazenamento de alimentos e equipamentos.

Lideranças destacam o apoio do Governo

Durante o encontro, várias lideranças destacaram que o apoio do Governo do Estado tem sido fundamental para a minimização dos efeitos da estiagem prolongada. A prefeita de Pedras de Maria da Cruz, Norma Brito Pereira, salientou que, apesar de o município estar localizado às margens do Rio São Francisco, a situação de várias comunidades rurais é crítica. “Em virtude da situação, a instalação de cisternas nas comunidades é fundamental para melhorar as condições de vida da população. O Governo do Estado tem se empenhado para atender as demandas dos prefeitos e, aliando ações emergenciais com a construção de pequenas barragens, prevemos que o futuro da região será muito melhor”, disse Norma Brito.
Por sua vez, o coordenador municipal da defesa civil em Bocaiúva, Rodrigo Cardoso da Cruz, destacou que além de disponibilizar caminhões-pipa para o abastecimento de água nas comunidades rurais, a Cedec está garantindo, mensalmente, a distribuição de cestas básicas, o que contribui para o atendimento às necessidades de famílias mais carentes. “Muitas comunidades não possuem reservatórios de água e a instalação das cisternas representa um benefício de fundamental importância”, afirmou.
Com decreto de emergência em vigor desde julho, Montezuma é outro município que também está sendo novamente contemplado com o recebimento de mais cisternas para instalação em comunidades rurais. O coordenador municipal da Defesa Civil, Douglas Neres Ferreira, revela que nos últimos três anos já foram instaladas 60 cisternas no município. “As 15 novas cisternas que foram entregues nesta quarta-feira vão contribuir para melhorar a eficiência do abastecimento de água nas comunidades rurais”, prevê Douglas Neres.
Já o presidente da Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene (Amams), Walmir Moraes de Sá, ressalta que a situação da seca no Norte de Minas é grave, “mas os prefeitos e lideranças da região estão cientes de que o Governo do Estado está trabalhando para atender às demandas emergenciais e de longo prazo. Uma coisa é certa: atualmente, no mínimo, 35 municípios da região têm disponibilidade de água, por meio das barragens construídas pelo Governo do Estado, o que antes não existia”, declarou Walmir Moraes.

 

Fonte : Agência Minas